mulheres

Elcione pede apoio de Temer para agenda das mulheres


08022017-_AC_3416-credito Marcos Corrêa PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

A deputada federal Elcione Barbalho, juntamente com a bancada feminina da Câmara dos Deputados, esteve reunida com o presidente Michel Temer, nesta quarta-feira, dia 8, para solicitar apoio às medidas que beneficiam e resguardam as mulheres.

Entre iniciativas prioritárias, as parlamentares apresentaram a necessidade de criar o Fundo Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, proposto pelo Projeto de Lei nº 298/2013, e também de vincular a atual Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres à Secretaria de Governo da Presidência da República.

Hoje, a pasta responsável pelas políticas públicas das mulheres é ligada ao Ministério da Justiça e Cidadania. O presidente mostrou-se favorável às questões.

Mais cedo, as parlamentares foram recebidas pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy.

Compartilhe:

Deputada Elcione e Marcela Temer discutem ações em prol das mulheres


20.12.16_Elcione se encontra com Marcela Temer

Data: 20/12/2016

A deputada federal Elcione Barbalho (PMDB), na condição de Procuradora da Mulher da Câmara dos Deputados, juntamente com a deputada federal Gorete Pereira, procuradora adjunta da pasta, estiveram reunidas com a primeira-dama da República, Marcela Temer, nesta terça-feira (20), em Brasília. No encontro, as parlamentares se colocaram à disposição para apoiar os programas priorizados pela primeira-dama.

Durante a reunião, as deputadas e Marcela Temer debaterem os principais assuntos que envolvem os direitos das mulheres brasileiras, como o fortalecimento e a continuação das políticas públicas que combatem e amparam as mulheres vítimas de violência.

Nesse sentido, as parlamentares ressaltaram a importância das ações mantidas pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, do Governo Federal, e solicitaram o apoio de Marcela Temer para prosseguir com as iniciativas já implementadas pela pasta.

A necessidade de se aplicar metodologias diferentes para as crianças que estão na primeira infância (com até cinco anos de idade) também foi tratada no encontro. Juntas, elas discutiram a relevância de se respeitar e adaptar as atividades de ensino conforme a realidade de cada região do Brasil.

Em fevereiro do próximo ano, as deputadas devem se reunir novamente com a primeira-dama para planejar ações que envolvam a participação de setores do governo e da iniciativa privada.

Compartilhe: