pará

Emendas de Elcione Barbalho atenderão 2,3 milhões de pessoas


IMG_8687
Mais de 2,3 milhões de paraenses deverão ser beneficiados com as emendas parlamentares individuais da deputada federal Elcione Barbalho, para o ano de 2017. O atendimento aos cidadãos será viabilizado com o repasse de R$ 15,3 milhões para 21 municípios do estado. O recurso tem como foco melhorias nas áreas de saúde básica e especializada, desenvolvimento sustentável e obras preventivas contra desastres naturais.

“A promoção do desenvolvimento social e econômico do meu estado é minha absoluta prioridade. Conhecemos o dia a dia dos nossos municípios e sabemos como esse recurso vai possibilitar avanços significativos em setores essenciais à população. Por isso, a importância de trabalhar unindo esforços com os prefeitos”, explicou a deputada Elcione.

A maior parte dos valores foi destinada à saúde. Foram aproximadamente R$ 7,6 milhões para estruturação de unidades de atenção básica e especializada, além de R$ 500 mil para o Hospital Universitário João Barros Barreto, da Universidade Federal do Pará, em Belém.

Confira os municípios beneficiados com as emendas parlamentares individuais da deputada federal Elcione Barbalho:

ABAETETUBA
BELÉM
BENEVIDES
BREVES
CACHOEIRA DO ARARI
CURRALINHO
ELDORADO DOS CARAJÁS
ANAJÁS
GOIANÉSIA DO PARÁ
MOCAJUBA
MONTE ALEGRE
MARAPANIM
NOVA TIMBOTEUA
NOVO REPARTIMENTO
OEIRAS DO PARÁ
PACAJÁ
PRAINHA
CHAVES
REDENÇÃO
SANTO ANTONIO TAUÁ
MARACANÃ

Compartilhe:

Elcione libera R$ 17 milhões para municípios do Pará


 

Deputada discursa durante solenidade de lançamento da campanha. Foto:Edilson Rodrigues/Agência Senado

Foto: Edilson Rodrigues

A deputada federal Elcione Barbalho destinou mais de R$ 17 milhões para os municípios paraenses. O recurso foi conquistado por meio de emendas parlamentares individuais da deputada e vai assegurar melhorias em 27 cidades do estado, nas áreas de educação, saúde,  infraestrutura urbana e agropecuária. Mais de 3,3 milhões de pessoas serão beneficiadas direta ou indiretamente com ação.

“Com a garantia desses recursos, os municípios têm condições de avançar em benfeitorias essenciais para a população. É uma grande conquista para o nosso estado, para o nosso povo. São R$ 17 milhões assegurados para oferecer mais dignidade e qualidade de vida para o Pará”, pondera Elcione Barbalho.

O aporte financeiro atende as demandas mais urgentes dos municípios. Entre as destinações, estão a pavimentação asfáltica, urbanização de orla marítima, calçamento de ruas, estruturação e aquisição de equipamentos de saúde e de caminhão basculante, apoio à infraestrutura turística, urbana e agropecuária, além da construção de unidade de saúde e de um de centro de eventos em campus da Universidade Federal do Pará, entre outros.

 

Repasse por município 

Município

Valor

Destinação

Ananindeua R$ 280,7 mil atendimento às mulheres em situação de violência e construção do centro de eventos do campus da Universidade Federal do Pará
Bagre R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Belém R$ 300 mil construção do edifício sede da Procuradoria da República – MPF
Benevides R$ 1,4 milhão ações de infraestrutura urbana, compra de equipamentos e estruturação de unidade de saúde
Breu Branco R$ 300 mil construção de fórum eleitoral
Breves R$ 2,1 milhões pavimentação asfáltica, ações de infraestrutura urbana, urbanização da orla marítima; aquisição de equipamentos para unidade de saúde e de caminhão basculante
Canaã dos Carajás R$ 1 milhão apoio para ações do setor agropecuário e estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Cachoeira do Arari R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Castanhal R$ 946,7 mil compra de equipamentos para unidade de saúde
Chaves R$ 1,3 milhão estruturação de unidade de atenção básica de saúde  e apoio a infraestrutura turística
Dom Eliseu R$ 201 mil compra de equipamentos para unidade de saúde e calçamento em ruas
Garrafão do Norte R$ 500 mil apoio para ações do setor agropecuário
Goianésia do Pará R$ 400 mil apoio a infraestrutura turística
Ipixuna do Pará R$ 1 milhão estruturação de unidade de atenção básica de saúde e apoio para ações do setor agropecuário
Marituba R$ 408 mil compra de equipamentos para unidade de saúde
Monte Alegre R$ 600 mil apoio para ações do setor agropecuário
Oriximiná R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Pacajá R$ 326,7 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Redenção R$ 1,2 milhão estruturação de unidade de atenção básica de saúde e apoio a infraestrutura turística
Rondon do Pará R$ 900 mil

 

compra de equipamentos e estruturação de unidade de saúde
Salinópolis R$ 81,6 mil construção de unidade de saúde
Salvaterra R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Santa Cruz do Arari R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Soure R$ 200 mil estruturação de unidade de atenção básica de saúde
Tomé-Açú R$ 700 mil compra de equipamentos e estruturação para unidade de saúde e construção de unidade de saúde
Tucumã R$ 1 milhão estruturação de unidade de atenção básica de saúde  e ações de infraestrutura urbana
Vigia R$ 867 mil

 

compra de equipamentos e estruturação de unidade de saúde

 

Compartilhe:

Elcione Barbalho garante mais R$ 1,3 milhão para cidades do Pará


30.11.16_ElcioneBarbalhogarante mais 1.3 milhão

Data: 30/11/2016

O Governo Federal autorizou o pagamento de mais seis emendas parlamentares individuais da deputada federal Elcione Barbalho (PMDB), nesta terça-feira (29). Com isso, quatros municípios do Pará deverão receber, nos próximos dias, o aporte financeiro de aproximadamente R$ 1,3 milhão. Os recursos conquistados pela parlamentar asseguram melhorias nas áreas de educação, saúde e pavimentação. A inciativa deve beneficiar quase 720 mil moradores das cidades de Breves, Dom Eliseu, Ananindeua e Rondon do Pará.

Em Dom Eliseu, as emendas individuais da deputada vão assegurar R$ 98,6 mil para o calçamento, em concreto, do centro urbano do município. Já em Ananindeua, o recurso obtido tem como foco a educação. São mais de R$ 80 mil reservados para a construção do centro de eventos do campus da Universidade Federal do Pará no município.

Em Breves, serão investidos mais de R$ 600 mil, provenientes de três emendas diferentes. A primeira iniciativa destinará R$ 56 mil para custear as obras de urbanização da orla marítima do município. No valor de R$ 98,6 mil, a aprovação da segunda emenda garantirá a pavimentação e a construção de guias nas ruas da cidade. Outros R$ 446 mil deverão ser aplicados na compra de 277 itens, entre equipamentos e materiais, permanentes para unidade hospitalar de alta complexidade. A lista inclui artigos como ventilador pulmonar para terapia intensiva, digitalizador de imagens radiográficas e monitor multiparâmetros, que permite a conferência de diversas características vitais, entre elas, a pressão sanguínea e o desempenho do sistema respiratório.

A aquisição de materiais e equipamentos necessários para o atendimento da população em hospital também foi o objeto da emenda destinada a Rondon do Pará. No valor de R$ 492 mil, o recurso possibilitará a compra de 73 itens. Entre eles, estão o sistema de vídeo para endoscopia, gerador de energia e arco cirúrgico móvel, para aplicações em procedimentos ortopédicos e cirurgias gerais.

Compartilhe:

Mil e quinhentos pescadores recebem registro profissional


Foto 2

Pescadores das 72 ilhas do município de Abaetetuba receberam das mãos do Ministro da Pesca, Helder Barbalho o registro profissional. O evento foi realizado na Barraca de Nossa Senhora da Conceição, em Abaetetuba e contou com a presença da Deputada Federal Elcione Barbalho que, há mais de dois anos, luta para que os mais de mil e quinhentos pescadores dos povoados pertencentes das ilhas do Baixo Tocantins recebam o registro de pescador profissional. No evento, a parlamentar disse estar “feliz e orgulhosa de fazer parte desse momento tão importante para a vida e a história dos pecadores abaetetubenses”.

Compartilhe:

Estado do Pará: a pior educação do País


 

A Deputada Elcione Barbalho fez um pronunciamento, na Câmara dos Deputados, em que chama a atenção das autoridades para os indicadores que colocam o Pará entre os estados com a pior educação do País:

 

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Parlamentares,

A melhor frase que ouvi nos últimos tempos foi: quem abre uma escola, fecha uma prisão. Quando eu abro os jornais leio que no Pará 165 MIL crianças e jovens estão fora da escola eu tenho certeza absoluta que essa frase retrata a realidade.

No Pará, três em cada dez alunos abandonam a escola. O Estado tem o pior indicador de alunos que concluíram a educação básica e, no ensino fundamental, ocupa a segunda pior posição do Brasil. Vinte mil jovens paraenses concluíram o Ensino Médio, mas pararam de estudar. Três em cada dez alunos abandonam a escola. Em relação ao aprendizado de Português e Matemática, outro índice ruim, os estudantes paraenses estão entre os piores do País. Todos esses dados constam no relatório do movimento Todos Pela Educação referente ao cumprimento das metas para o biênio 2013-2014.

Estamos bem distantes do nosso ideal: as nossas escolas estão degradadas, sem condições adequadas para receber nossos estudantes. Nossos professores vejam que absurdo, estão tendo que comprar material do próprio bolso!

Isso sem falar do descontentamento, da desmotivação, da falta de remuneração. Não precisamos de leis novas, precisamos sim cumprir o que a legislação já garante. Precisamos cumprir as metas do Plano Nacional da Educação e aplicar os recursos com transparência, seriedade, ética e eficiência! Precisamos de vontade, empenho do Governo do Estado para que sejam implantadas ações imediatas e efetivas, para que os jovens que estão hoje no sistema tenham garantido o seu direito constitucional ao aprendizado e à educação.

Senhor Presidente, a criminalidade está diretamente relacionada à falta de oportunidades que nossos jovens vivenciam diariamente.

Sem acompanhamento dos Pais, que são submetidos a uma dura jornada de trabalho para sustentarem seus filhos, milhares de meninas e meninos são presas fáceis na mão dos traficantes. Levantamento feito pela Secretaria de Direitos Humanos identificou que setenta por cento dos jovens infratores, hoje, estão envolvidos com o tráfico e com latrocínio. Uma coisa puxa a outra!

Se o Pará fracassa no pacto pela educação, se não consegue manter suas crianças, adolescentes e jovens na escola, se não consegue oferecer condições dignas para professores e alunos dentro do ambiente escolar, é o Estado que tem o dever e a obrigação de mudar essa realidade. Então quero lembrar mais uma vez, senhor presidente, senhoras e senhores deputados, quem abre uma escola, fecha uma prisão!

 

Muito Obrigada, Deputada Elcione Barbalho

Compartilhe: